Habemus Socialis

Compartilhe:

Habemus

Todos nós sabemos que o mundo está sempre mudando, que a Terra é redonda e que a cada 24 horas, ela gira 360º e um novo dia começa. Da mesma forma, o que muitos sabem, mas poucos realizam, é que a forma como nos comunicamos mudou.

O que quero dizer com “mudança”? Será que a nova forma de nos comunicarmos no século 21 será dançando o gangnam style? Bem, não exatamente… O que quero dizer com essa mudança é que as redes sociais e plataformas móveis adquiriram a mesma importância e representatividade que as outras plataformas e canais como voz, e-mail, chat, sms, entre outras.

Por que isso aconteceu? Para responder a esta questão, olhemos para a nossa História contemporânea: a 2ª Guerra Mundial trouxe a invenção dos computadores para decifrar mensagens, a Guerra Fria empurrou o mundo para a invenção da internet, e dela surgiram os computadores pessoais, os vídeo games, os celulares, as redes sociais e os smartphones, tudo promovido pelos nossos avós, pais, irmãos e filhos das oriundos das gerações X e Y.

A geração Y foi a primeira geração a nascer na Era Digital, tendo acesso a todas essas tecnologias mencionadas anteriormente que desenharam o seu modo de pensar, agir e se comunicar, transformando também empresas e cadeia de serviços.

Toda essa mudança se potencializou com o uso massivo dos smartphones, permitindo aos “early adopters”  da geração Y fortalecer a necessidade de comunicações instantâneas, compartilhando status  “no que você está pensando?” ou twitando em 140 caracteres, todos em tempo real.

Falando em números do mercado brasileiro, segundo a pesquisa do Google 2012 (url ao final deste post), o uso de smartphones no país é de 14% do total de 262 milhões de linhas móveis, com um crescimento de vendas de 73% em 2012 em comparação a 2011. Olhando para as redes sociais, Facebook e Twitter respondem respectivamente por 88,9% e 41% na lista das 10 maiores redes sociais (resultados baseados em questões de múltipla escolha) e o Brasil já conta com mais de 66 milhões de contas no Facebook.

Um exemplo interessante da convergência de estatísticas entre smartphones e redes sociais, 73% dos usuários não saem de casa sem seus smartphones e 72% usam mídias sociais através destes dispositivos.

Se todos esses números não lhe convencem, convido você a dar uma olhada do que está acontecendo agora no mundo:

A Igreja Católica, a organização mais antiga do mundo em funcionamento, tornou-se social. E móvel. Isso posto, Habemus socialis!

http://www.genesyslab.com/products/genesys-mobile-engagement/overview.aspx

Compartilhe: