Nós estamos com a França

Compartilhe:

ParisEm nome da Genesys, gostaria de oferecer minhas mais profundas condolências e meu apoio a todos os impactados pelos ataques ocorridos em Paris na última semana. Aos nossos clientes, parceiros e funcionários franceses quero oferecer uma mensagem de força, apoio e solidariedade. Nossos corações estão com todas as vítimas desses atos terroristas trágicos e sem sentido.

Nossa conexão com a França é profissional e pessoal. Por vários anos, a Genesys pertenceu à Alcatel-Lucent, uma empresa baseada na França. Passei muitos verões na região com minha família, fiz incontáveis viagens a Paris e, no curso dessas visitas, fiz amigos próximos. A Genesys tem muitos funcionários franceses, que trabalham na França ou em outros lugares do mundo. Na costa noroeste da França, em Brest, algumas das nossas melhores mentes em engenharia desenvolvem produtos inovadores todos os dias e, em nosso escritório comercial em Paris, fizemos novas e incríveis parcerias com grandes e pequenas empresas francesas. Também nos consideramos sortudos por ter algumas das empresas mais importantes da França como clientes.

Com nossas raízes e família francesas, a tragédia sem sentido da última sexta-feira nos impactou em um nível bastante pessoal. Depois da resposta global coletiva aos ataques ao jornal Charlie Hebdo, em janeiro, tive fé de que os perpetradores de tamanha violência veriam o mundo unido e não usariam de violência contra inocentes novamente. Essa fé foi abalada na última sexta-feira com os eventos em Paris, cidade que é um símbolo vivo do poder das conquistas e da criatividade humana com sua rica história, arte, cultura e povo.

Não há maneira de racionalizar por que isso aconteceu, ou prever como dar fim a essa violência sem sentido. Ao nosso alcance está apenas a habilidade de nos unirmos contra esses atos, apoiando uns aos outros incondicionalmente enquanto tentamos entendê-los, e então podemos encontrar luz neste momento sombrio. Estou especialmente orgulhoso de liderar uma empresa que tem isso como parte de sua cultura – o que torna a Genesys tão especial. Fui particularmente tocado por um funcionário de Paris, que conheço há quase uma década. Ele notou que a manifestação de apoio é o que “torna a Genesys uma grande empresa”, e disse que tinha recebido centenas de mensagens de todo o mundo. Um pequeno ato em um momento de emoção crua costuma ter fortes efeitos.

Esses atos de terror são atos não apenas contra a França, mas também contra qualquer um que valorize os duros direitos e liberdades conquistados, dos quais muitos disfrutamos e consideramos normais. Ao estar com a França, apoiamos essas liberdades e esses valores.

Nós estamos com a França.

Compartilhe:
 
Paul Segre

About Paul Segre

Paul Segre is the chief executive officer at Genesys. Since taking on this position in 2007, he has led the company to consistent yearly double-digit growth and revenues of approximately $900 million. Paul joined Genesys in 2002 as chief technology officer with responsibility for product management and engineering. In 2004, he became chief operating officer with responsibility for sales, service, and support. From 2002 to 2011, Paul held a variety of executive management roles at Alcatel-Lucent, including president of the Applications Group, which included Genesys. During this time, he led a worldwide team and grew revenues to more than $2.9 billion. Prior to Genesys, Paul held senior positions at DSC, Bell Labs, and AT&T Network Systems in strategy, business development, and operations support systems development. He holds a bachelor's degree in mathematics and a master's degree in operations research from Stanford University.