Por que traçar um mapa da jornada do consumidor?

Compartilhe:

Você sabe a importância de criar um mapa da jornada do seu consumidor? Veja abaixo quatro motivos que podem ajudar você a entender por que traçar esse mapa:

  1. Hipóteses podem ser comprovadas. Ou não.

Um mapa da jornada fornece a liberdade necessária para explorar novas “verdades” sobre os clientes e a forma como eles interagem com a empresa, muitas vezes contrariando hipóteses formuladas quanto às suas reais necessidades. Ao rever o que a empresa pensa e sabe sobre o assunto, entende-se melhor cada ponto de contato que o cliente tem com a marca.

  1. A trajetória do produto ou serviço pode ser redefinida

Um dos grandes desafios que as empresas enfrentam é a definição de quais passos dar no futuro. Onde investir? Quais ideias de novos produtos devem ser levadas a frente? Quais são as novas oportunidades no mercado? Assim, um mapa da jornada do cliente ajuda a desenvolver o melhor roteiro para cada produto.

  1. Falhas são identificadas com facilidade

Ao mapear a forma como os clientes exploram o seu produto, evidencia-se o que eles estão aproveitando e o que estão perdendo em termos de oportunidades e de informações. Ao ver a empresa pelos olhos deles, é possível perceber onde estão os buracos que precisam ser reparados. Isso deve ser pensado, claro, não apenas tendo em vista os clientes a serem prospectados, mas a sua base de clientes atuais. Estudos estimam que 80% das receitas futuras da sua empresa virão daqueles 20% de pessoas que você já cativou.

  1. Prioridades são redefinidas

Criar um mapa da jornada do consumidor também ajuda a empresa a decidir quais serão as suas prioridades globais e os objetivos do negócio. Afinal, ter intuição para os negócios é importante, mas não é o bastante na hora de tomar decisões, que precisam estar bem fundamentadas em dados.

  1. Ajuda a planejar a logística da equipe

Uma vez que se sabe onde estão os principais pontos de contato entre empresa e clientes, bem como os principais projetos de impacto, é possível prever com maior responsabilidade quais equipes devem ser expandidas e se serão necessárias novas contratações. Com isso, seus recursos não correm o risco de serem direcionados ao time errado.

Compartilhe: