Profissão: agente de contact center

Compartilhe:

Ainda presenciamos na sociedade certo preconceito quanto a profissão de operador de contact center. Porém o trabalho nada mais é que um trabalho qualquer e que exige também dedicação, foco e aprendizado. Sem contar que, para quem pretende prospectar no acirrado mundo dos negócios, esta é uma profissão que pode ajudar muito no desenvolvimento de algumas características essenciais para a área.

Der acordo com dados da Sitelmark, existem hoje no Brasil mais de 1,4 milhão de pessoas trabalhando no setor de contact center. Desse montante, a maioria são mulheres entre 18 e 25 anos, que possuem apenas o ensino médio completo e estão no primeiro emprego. Sendo que um dos motivos para o último item é a ausência de experiência profissional como um pré-requisito na hora da contratação.

O setor de contact center enfrenta atualmente uma dura realidade quanto ao alto índice de turnover dentro das empresas. Toda semana, são anunciadas em sites especializados centenas de vagas na área para diversas empresas que prestam serviços de atendimento ao cliente. Para muitos, trabalhar nesse setor é a porta de entrada no mercado de trabalho, que enxergam na profissão o primeiro passo para a experiência profissional.

O agente de contact center consegue aprender no exercício de sua profissão características importantes para colocar no seu currículo. Dentro das empresas são oferecidos treinamentos e habilidades que servirão para sempre como aprendizado e que podem inclusive, auxiliá-lo no seu crescimento dentro da empresa. Além disso, o jovem aprende como funciona o dia a dia de uma corporação, lidando com processos burocráticos, respeitando hierarquias, desenvolvendo responsabilidade, entendendo a administração do tempo e fazendo o seu marketing pessoal.

Além disso, o agente de contact center tem um papel muito importante dentro da empresa: o de atender o cliente e transformar sua experiência em um ponto positivo. Ao optar por essa profissão, o profissional sabe de sua responsabilidade e também das habilidades e competências que irá adquirir para ter sucesso na profissão. E nos dias de hoje, onde o mercado exige cada vez mais, isso faz total diferença.

Compartilhe: